8 de agosto de 2014



O procedimento para imprimir CPF online não chega a ser complicado, mas é comum que as pessoas tenham dúvidas. Porém, se é o seu caso, não se preocupe.

Nessa postagem, a ideia é mostrar passo a passo alguns serviços corriqueiros e simples para algumas pessoas e que acabam sendo um desafio para outras.

A seguir, aprenda como fazer a impressão do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF); como solicitar pela 1ª vez através da web; como tirar 2Via e como consultar Situação Cadastral. Além disso, ainda compartilho uma curiosidade: como saber o Estado de emissão a partir da sequência numérica do CPF!

Então, vamos lá!

Leia também:
+ Como pagar Seguro DPVAT de forma parcelada
+ 15 modelos para currículo profissional [Download]
+ ILB do Senado tem 21 cursos grátis EAD


Desde 06 de junho de 2011 a Receita Federal adotou o novo modelo de Cadastro de Pessoa Física (imagem ao lado). Aquele velho cartão azul (mais durável) já não é mais emitido. No entanto, o 'novo CPF' tem o mesmo valor e uma grande vantagem:  a 2via pode ser emitida tanto quanto for preciso sem nenhum custo.

O cadastro da 1ª vez também é disponibilizado através da internet gratuitamente 24 horas por dia, 7 dias por semana - inclusive nos feriados, desde 02 de agosto de 2012.

O problema de tanto avanço tecnológico é que nem todos estão preparados. Logo, pesquisei sobre o assunto e constatei através de ferramentas do Google que é grande o número de pessoas que pesquisam mensalmente por ajuda na hora de realizar alguns desses serviços mencionados.

Portanto, seguindo a proposta do ferramentasfoca.com - publicar conteúdo útil para quem busca, eis que apresento uma espécie de guia básico.

Tire proveito e compartilhe com seus amigos!

Imprimir CPF online (01)
Se você solicitou o CPF através de uma agência do Banco do Brasil, Caixa Econômica, Correios ou representação diplomática brasileira no exterior, acesse receita.fazenda.gov.br (link direto) munido do código de atendimento.


Informe corretamente os dados solicitados e clique em "Consultar". Na próxima página, finalize o procedimento de acordo com a orientação da Receita Federal.

OBS.: Tenha cuidado ao informar os dados solicitados!


Tirar CPF pela 1ª vez
Conforme já mencionei, o serviço de inscrição no Cadastro de Pessoa Física pode ser feito através da internet gratuitamente desde 2012.

Para realizar o procedimento, acesse receita.fazenda.gov.br (link direto para o formulário) e informe os dados solicitados (nome, data de nascimento, título de eleitor, sexo, nome de mãe, naturalidade, endereço, telefone fixo, celular).


Ao final da solicitação de inscrição efetivada com sucesso, será gerado, automaticamente, o número de inscrição no CPF e o "Comprovante de Inscrição no CPF".

Anote o numero ou imprima o comprovante. Este documento poderá ser impresso de imediato ou, posteriormente, quantas vezes forem necessárias, sem qualquer ônus.

Tirar 2Via de CPF
A 2via do CPF é simples de ser emitida, basta acessar receita.fazenda.gov.br (link direto) e escolher a opção que você se encaixa.


No meu caso, a opção é a primeira. Veja como fiz para tirar minha segunda via do Cadastro de Pessoa Física.

Passo 01

Passo 02

Ao clicar na opção "Enviar", conforme mostrado na imagem acima, irá ser apresentada uma janela com captcha (sequência de letras e números informados) que devem ser repetidos no espaço indicado. Só após essa ação, o comprovante será liberado para impressão.



Pronto, seguindo a orientação corretamente você conseguirá imprimir a 2via do CPF!

Situação Cadastral do CPF
A consulta sobre a situação cadastral do CPF também é procedimento simples, basta o interessado acessar http://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/ATCTA/CPF/ConsultaPublica.asp e informar o número do Cadastro de Pessoa Física.


É só informar corretamente o CPF e os caracteres para ter acesso à Situação Cadastral.

Estamos quase no final, mas vamos à curiosidade:

Como saber Estado emissor do CPF
A partir da sequência numérica de um CPF é possível identificar em qual Estado ele foi emitido. É possível que você nunca tenha ouvido falar sobre isso, mas é verdade.

É tão interessante que se você decorar a regra pode impressionar a turma! De acordo com uma publicação no Portal do Senado, Mônica Cocus explica que os dois últimos dígitos do CPF são números de verificação: seguem um algoritmo de módulo 11, baseado no valor dos outros dígitos, para possibilitar a verificação automática e prevenir erros de digitação.

O dígito anterior (isto é, o terceiro dígito da direita para a esquerda) revela a unidade federativa em que a pessoa registrou-se pela primeira vez, dado que é proibido (em condições normais) trocar de número.

Assim, basta observar o dígito final antes do traço para descobrir sua origem.

Exemplo: CPF XXX.XXX.XX"6"-YY

O número destacado (6) indica que a origem deste CPF é Minas Gerais, cujo código é "6". Segue a lista com todos os estados brasileiros:

• 0 Rio Grande do Sul
• 1 Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins
• 2 Amazonas, Pará, Roraima, Amapá, Acre e Rondônia
• 3 Ceará, Maranhão e Piauí
• 4 Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte
• 5 Bahia e Sergipe
• 6 Minas Gerais
• 7 Rio de Janeiro e Espírito Santo
• 8 São Paulo
• 9 Paraná e Santa Catarina

E então, o que achou dessa curiosidade? Se quiser comentar, fique à vontade!

*Com informações da Receita Federal e Senado







Comentários: