19 de junho de 2014

O que é fonte no jornalismo



Uma fonte no jornalismo é uma testemunha no meio policial e, dando mais adrenalina, nos cinemas denomina-se informante. Indo um pouco mais além, a fonte também pode ser um delator. No entanto, eu sou um cabôco e por aqui a gente chama mesmo é de fofoqueiro(a). Pode parecer engraçado, mas tudo faz sentido!

Durante a produção dessa postagem, fiz dezenas de leituras e, em resumo, o que os teóricos dizem sobre fonte é simples:

"É tudo aquilo (alguém ou alguma coisa) capaz de fornecer informações ao repórter" (The News Manual)

A importância da fonte é muito bem retratada no filme Todos os Homens do Presidente! Se você nunca assistiu, pode deixar o curso de jornalismo (risos).

Mulher falando no ouvido de outra

Nesse ponto, lembre-se das assessorias que enviam releases às redações! Elas são fontes, porém alguns jornalistas (preguiçosos ou sem tempo) simplesmente pegam os textos e publicam. Em alguns casos, nem revisam!

+ O que é release ou press release

Além disso, o The News Manual (Manual de Notícias) completa: "jornalista que relata apenas o que vê pode perder grande parte das notícias, a menos que tenha fontes para dizer-lhe mais detalhes ou outros aspectos que estão fora de vista". Anabela Gradim é ainda mais radical e diz que "nenhum jornal sobrevive sem fontes".

Logo, de acordo com o Manual de Redação e Estilo do Estadão, "o jornalista funciona como intermediário entre o fato ou fonte de informação e o leitor".

+ 4 manuais de redação e estilo jornalístico (Folha, Estadão, Etc)

Portanto, destacando as palavras de Carlos Chaparro, ganhador de quatro Prêmios Esso de Jornalismo, doutor em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e jornalista há mais de 50, "o bom repórter é aquele que tem boas fontes".

Entre os vários conceitos de fonte, destaco o de Chaparro:
“Fontes são aqueles que têm algo a dizer e informar, os produtores das ações sociais – dos atos e falas noticiáveis”, interpreta Manuel Carlos Chaparro (1996: 148), afirmando que elas “são a base essencial da ação jornalística… Sem elas, não há notícia nem noticiário”.

O ambulante, o assessor, político, policial... todos são fontes! No entanto, cada um no seu quadrado (ou trocadilho sem graça, pode falar - risos).

A origem da fonte
O livro Fontes de Notícias, de Aldo Schmitz, diz que a origem está associada à mitologia romana e a etimologia é do latim: "fonte - nascente de água". Relacionada a vários significados e figuras de linguagem, refere-se à "aquilo que origina ou produz".

No jornalismo, portanto, uma fonte origina uma pauta para que o repórter - em alguns casos, acabe transformando-a em uma notícia ou reportagem. Ah, dependendo da informação, ela pode acabar virando um furo jornalístico!

+ Notícia ou reportagem: Como diferenciar uma da outra

Tipos de fontes
Partindo para a classificação, teremos um probleminha: não há unanimidade. Inicialmente, a fonte era classificada apenas de "promotores de notícias" (Molotch e Lester -1974) ou "definidores primários" (Hall e equipe - 1978). Essa última, uma teoria.

+ 10 teorias do jornalismo em resumo

O tempo passou, mas o consenso não chegou. Chaparro classifica em 7 tipos:
  • Organizadas (
  • Informais
  • Aliadas
  • Fonte de aferição
  • Documentais
  • Bibliográficas

Logo, o Manual da Folha de S. Paulo distingue 4 classes:
  • Tipo zero
  • Tipo um
  • Tipo dois 
  • Tipo três

Aí, vem Héctor Borrat (1981) e classifica as fontes como:

  • Compulsiva
  • Aberta
  • Resistente
  • Espontânea e Ansiosa

No entanto, para nossa alegria e entendimento simples, Aldo Schmitz organizou da seguinte forma:


Em resumo, uma fonte pode não ser oficial, mas pode ser primaria e pertencer ao grupo 'popular'. Além disso, poderá ser testemunhal - identificada ou não, e sempre será qualificada como confiável, fidedigna ou duvidosa.

Xiii.. complicou tudo? Então, recomendo que você faça o download gratuito do livro Fontes de Notícias, de Aldo Schmitz, e entenda tudo sobre o assunto ou vá as fontes que originaram esse resumo, elas estão logo abaixo.

Um abraço







Comentários: