O jornalismo da Mídia Ninja é denunciante, investigativo e sem muitos efeitos ou aparelhagem de ponta, mas é capaz de mostrar a realidade de como tudo acontece nas ruas. Você pode e deve discordar!

O último trabalho deles que mereceu destaque por aqui foi o vídeodoc sobre a mineração no Brasil. Uma investigação sobre o preço que pagamos por sermos um país minerador tão potente. Na produção, 14 ninjas passaram 21 dias percorrendo mais de 4 mil kms para entender o caos socioambiental provocado por essa atividade comercial.

Veja > Tudo que já foi publicado no blog sobre Mídia Ninja


Agora, eles apresentam uma retrospectiva multimídia sobre os eventos mais marcantes de 2013 e mostram que "os jovens não aceitam mais a versão oficial".

Além disso, deixam claro que não adianta deter os Ninjas, pois a rede é grande. “Tentaram derrubar nossa transmissão ao deter um, dois, três NINJAS. Mas eles não entenderam que não é uma câmera, um repórter… é uma rede. Podem até derrubar um. E assim surgem outros 1000"

A retrospectiva tem um texto atraente, seguido de imagens, vídeos e links para matérias completas. Uma narrativa surpreendente!

Um dos pontos altos do material, é sobre a prisão do estudante Bruno Teles, que foi julgado e punido moralmente pelo Jornal Nacional sem direito de defesa. Então, a Ninja apresenta a verdade dos fatos e desmascara o verdadeiro sistema. Logo, os veículos de comunicação da Globo retificam as informações.

> Matéria do Jornal Nacional :  http://www.youtube.com/watch?v=Y8xMY0jdSi4


A retrospectiva da Mídia Ninja revela que quem atirou coquetel molotov contra os policias foram homens da própria PM que estavam infiltrados na multidão.

Veja a retrospectiva completa > https://medium.com/p/f6d5618375b2 < e, se quiser, deixe seu comentário abaixo. O material já teve centenas de compartilhamento no Facebook.

Até breve... 






Comentários: