19 de janeiro de 2014



O R7.com publicou nos primeiros minutos deste sábado (18) a notícia sobre a possível contratação do chileno Sebastián Pinto para compor o ataque do Bahia.

No entanto, por pouco o texto não vira roteiro de filme adulto! O portal corrigiu, mas quem sabe como fazer um print registrou a falha.

A matéria - que acabou repercutindo em diversos sites, redes sociais e até ganhou um vídeo no YouTube, serve de exemplo para que estudantes de jornalismo tenham o máximo de atenção ao redigir um texto ou aprendam como trollar um veículo de comunicação e acabar com a carreira de repórter.

Leia também:
+ Você sabe qual é a principal arma do jornalista?
+ Pirâmide invertida explicada para não restar dúvidas
+ O que é pauta no jornalismo
+ O que é escalada no jornalismo


O 'barulho' sobre a notícia se deu porque quem escreveu não atentou (ou bebeu gasolina antes de escrever, risos) para o duplo sentido de algumas frases. O título e subtítulo estavam mais para roteiro de comediante. 


No final da matéria, um trecho completou a piada.


A publicação ocorreu às 00h10 deste sábado (18) e só foi alterada às 20h12. A correção trocou o título, subtítulo e link da matéria, mas o último trecho (imagem acima) permanecia do mesmo jeito no momento em que eu produzia esse material.

Repercussão 
É óbvio que uma falha como essa não passaria despercebida. Inúmeros sites compartilharam o link, jornalistas criticaram e até uma montagem foi feita em vídeo publicado no YouTube.

O aprendizado que fica
Produzir texto - seja qual for o estilo, requer cuidado e atenção. Além disso, a revisão é indispensável. 

+ 12 dicas extraordinárias para uma matéria impecável
+ 10 dicas relevantes para estudantes de jornalismo

É importante destacar o fato do R7 ter conseguido fazer uma das principais correções, a URL, que mesmo corrigida não deixou o link 'quebrado'. 

Para exemplificar o quanto é importante o recurso de editar a URL, apresento uma matéria que produzi durante o meu último estágio no jornalismo. A matéria - quase uma nota, era sobre o estado de saúde de Pedro Felipe, um músico piauiense que havia sofrido acidente.

Simplesmente, eu incubei o cara! Caramba, quanta burrice. No entanto, após alguns minutos uma colega identificou o erro. A correção do título e partes do texto foram feitas, mas o link permaneceu.

Veja também o print de um erro recente no cidadeverde.com, clique aqui

Conclusão
O jornalismo na web deve ser desenvolvido na velocidade da luz, porém não se pode abrir mão da escrita de qualidade e uma revisão antes de publicar.

Ate breve!
Um abraço e continue por aqui.






Comentários: