26 de janeiro de 2014



Pesquisa realizada em 2013 pela Adecco - empresa de recursos humanos, revela que 94,6 % dos professores são felizes ao desenvolver suas atividades.

Tanta felicidade, rendeu o 2º lugar à classe no Ranking dos profissionais mais felizes da Espanha. Cerca de 2.000 profissionais foram entrevistados.

O levantamento mostra que o ambiente de trabalho é fator principal para a felicidade dos educadores. Em sua IV edição, o estudo aponta que bombeiros, professores, jornalistas, farmacêuticos e engenheiros são os profissionais mais felizes com suas carreiras.


Confira o ranking dos profissionais mais felizes:
1º - Bombeiro - 100 % 
2º - Professor - 94,6 %
3º - Farmacêuticos - 92,9 %
4º - Engenheiros - 87,9 %
5º - Jornalistas - 81,8%


Divulgado na última segunda-feira (20/01), o resultado destaca que "as razões para professores se sentirem felizes, parecem se relacionar à tradição da profissão. Além disso, quem trabalha na área gosta de ajudar os outros em seu desenvolvimento pessoal e social". 

Para ter acesso à pesquisa completa, basta clicar aqui.






Comentários: