6 de dezembro de 2013



O Ministério da Educação (MEC) proibiu na quinta-feira (5) quatro cursos de jornalismo de realizarem processo seletivo para ingresso de novos alunos. A decisão foi publicada nesta sexta-feira (6) no Diário Oficial da União.

De acordo com o MEC, os cursos penalizados obtiveram notas insatisfatórias - 1 e 2, em escala até 5 - no ENADE de 2009 e 2012, o que justifica a medida cautelar. “Nossa obrigação é assegurar qualidade aos estudantes”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. “Precisamos continuar expandindo, mas com qualidade. Não tem negociação, os critérios são rigorosos.”

Leia também:
+ ENADE aponta os 15 melhores cursos de jornalismo em 2012
+ Pesquisa traça perfil dos jornalistas brasileiros
+ Profissão de jornalista é classificada como a pior do mundo
+ Estudo revela o jornalismo como profissão preferida por psicopatas


PENALIZADOS:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ – JORNALISMO / CURITIBA
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ – JORNALISMO / BELEM
FACULDADES INTEGRADAS IPITANGA (BAHIA) – JORNALISMO / LAURO DE FREITAS
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO – JORNALISMO / VITORIA

Além desses 4 de jornalismo, outros 266 da área humanística estão na mesma situação. Todos eles devem firmar protocolo de compromisso, com plano de melhorias detalhado e medidas a serem tomadas em curto e médio prazo. Caso se verifique o não cumprimento das medidas, será instaurado processo administrativo, que pode resultar no fechamento do curso.

*Com informações do MEC






Comentários: