18 de novembro de 2013



O Portal R7 utiliza-se de todos os recursos possíveis para apresentar ao leitor a verdadeira webnotícia - formato definido pelo uso de texto, áudio, infográfico, vídeo, etc.

No ar desde 2009, o R7.com desenvolve toda uma estratégia de SEO para que haja o aumento de visitas únicas e, consequentemente, pageviews, tempo de permanência do leitor, etc. Outra característica marcante é apostar forte nas redes sociais e contar com profissionais de peso como, por exemplo, Diego Iraheta, chefe de reportagem.

Leia também:
+ Chefe de reportagem do Portal R7 ensina 2 lições sobre webjornalismo
+ Qual a importância do SEO no webjornalismo
+ O que é clipping ou clipagem no jornalismo

Analisando como é produzida a notícia no R7, chego a aceitar que o formato aplica-se bem ao indicado pelo pesquisador João Canavilhas, a pirâmide deitada. Uma proposta em camadas, com quatro níveis de leitura: 
  • Base (o essencial: o quê, quando, quem, onde)
  • Explicação (por quê e como), 
  • Textualização (mais informações, mas de forma complementar, um vídeo, infográfico)
  • Exploração (ligação entre interno e externo a notícia), com foco na liberdade de navegação dentro da notícia. 
Analise, se eu não estiver louco, é exatamente isso o que acontece dentro do R7.com.

A criatividade
A internet proporciona um leque de possibilidades desde produção de conteúdo até o marketing. Um exemplo é a publicidade que me chamou atenção. No 'slide de notícias', página principal do site, eles inovaram ao mostrar o quanto todo espaço pode ser muito bem aproveitado. A explicação, para que você entenda, é mais fácil através de imagens, observe:

Além disso, eles dão um show na cobertura de fatos de grande repercussão e possibilitam que você acompanhe todas as informações em uma 'linha do tempo'.

No caso do mensalão, por exemplo, o leitor ao clicar na última informação vai encontrar bem no topo - acima do título - a chamada para ver tudo o que já foi publicado sobre o assunto. 

O leitor ao clicar no banner, será direcionado para a 'linha do tempo'. Nela será possível ter acesso a todas as notícias classificadas por dia e hora da publicação.



Uso de redes sociais
O Portal R7 utiliza-se e muito do poder das redes sociais, principalmente, Facebook e Twitter e G+. Apenas na página da rede de Zuckerberg, são 3.185.010 seguidores, e crescendo.


Além disso, apostam forte no compartilhamento de informações pelos usuários. Por isso, tem botão espalhado por todo o site para facilitar a ação do leitor.


Outro detalhe que não passa despercebido é a utilização de infográficos, sempre que possível. Um exemplo é o do caso mensalão. No entanto, o Portal R7 vai além de mostrar o recurso interativo. O R7.com disponibiliza código HTML para que outros sites possam utilizar compartilhar - uma forma de publicidade para o R7 em sites que, de repete, podem direcionar milhares de visitas.

Além de todos esses recursos, o Portal R7 faz forte uso de linkagem interna de páginas. Uma ação que proporciona aumento de páginas vistas, derruba a taxa de rejeição do site, aumenta o tempo de permanência do leitor, além de outros benefícios a favor do portal.

Muitos desses recursos são ignorados por grande parte dos sites de notícias do Brasil. Então, fica o R7 como exemplo a ser seguido. E, assim, o Portal R7 vai dando um show de webjornalismo e mostrando criatividade!

Você gosta do Portal R7? Deixe sua opinião abaixo.







Comentários: