A internet é utilizada para promover vendas, projetar políticos, fidelizar clientes de marcas e empresas consagradas e, também, pode ser utilizada para garimpar uma oportunidade de emprego ou estágio. Tudo depende do seu comportamento!

Em 2011, segundo notícia publicada no site da veja, uma pesquisa realizada em 12 países pela Robert Half, especializada em seleção de executivos, mostrou que as organizações no Brasil são as que mais utilizam as redes sociais para contratar, a exemplo do Twitter, LinkedIn e Facebook. Então, já não basta criar uma conta, é preciso saber usar da melhor forma possível.

Leia também:
+ 15 modelos para currículo profissional de sucesso
+ Como colocar assinatura automática em e-mails
+ Você conhece a 'pasta secreta' do Facebook
+ Como recuperar página da web fechada acidentalmente



Nesse sentido, fiz um resumo sobre como devemos nos comportar nas redes sociais quando queremos fortalecer a nossa reputação dando mais credibilidade e maturidade ao nosso perfil.

Redes sociais, uma ferramenta de comunicação de duas lâminas
As redes sociais deixaram de ser consideradas um passa tempo e hoje desempenham um papel fundamental como ferramenta de comunicação em tempo real. Facebook, Twitter e Google Plus – consideradas populares - são usadas por pessoas comuns, empresas (...) e, claro, jornalistas ou estudantes de jornalismo. Aí é que mora o perigo! Mas, que perigo é esse? O perigo do comentário inapropriado e de um perfil que de nada contribui profissionalmente pra você. Lembre-se que as redes sociais podem ajudar, ou não, na sua ascensão profissional. Estamos diante de uma ferramenta "cortante", de ambos os lados.

Fortalecendo o perfil nas redes sociais
Um perfil forte em redes sociais como Facebook, Twitter e GooglePlus pode ser algo benéfico. Afinal, é provável que entre seus amigos estejam pessoas importantes como, por exemplo, profissionais atuantes no mercado. Então, fortalecer seu perfil pode fazer com que você seja notado e isso despertará a atenção dessas pessoas.

Definindo um perfil forte
Não tenho nada contra pessoas que utilizam perfis sociais apenas como um passa tempo, compartilhando coisas engraçadas e postando frases ou citações famosas [e muita baboseira também, risos]. Afinal, muita gente faz isso. No entanto, nós como estudantes de jornalismo e futuros profissionais, precisamos adotar uma postura um pouco mais cuidadosa. Nada de fotos em bebedeiras ou que provoquem um duplo sentido. Sua vida privada não merece destaque nas redes sociais. Seus relacionamentos fracassados, projetos que não deram certo, brigas, piadas de mal humor ou coisas parecidas devem ficar fora das redes sociais.

Os zangadinhos dirão assim: "O Facebook é meu, faço o que eu quero". Então, boa sorte!

As redes sociais e os jornalistas formados
No caso de jornalistas formados e atuantes no mercado, um comportamento inadequado nas redes sociais pode significar demissão. Mas para que isso não ocorra, vale seguir algumas dicas como, por exemplo, as de Ana Estela de Sousa, Editora de Treinamento da Folha. Segundo a especialista é importante que o profissional evite “manifestação política e não antecipe as reportagens do jornal, a não ser que seja decisão do próprio veiculo”. Sendo assim, cuidado.

Eu peco nas manifestações políticas, mas também com tanto ladrão em Brasília! Ainda bem que não sou formado, mas já tive problemas. A vida continua...

Qual a importância de um "bom comportamento" nas redes sociais
Neste caso as redes sociais podem significar ascensão profissional. Sim. As redes sociais, quando bem utilizadas, podem alavancar o nome do profissional. Portanto, o uso de maneira mais profissional das redes sociais como, por exemplo, Twitter, Facebook e os blogs pode gerar uma visibilidade positiva para estudantes de jornalismo. Desse modo, quanto mais “agradável” é o profissional/estudante nesses ambientes, mais pessoas – e, por tabela, mais empresas – irão conhecê-lo.

Concluo, então, que as redes sociais podem ser negativas ou positivas, tudo dependerá do seu comportamento diante delas.

Agora quero saber a sua opinião. Qual deve ser a postura de um estudante de jornalismo que queira utilizar as redes sociais como extensão do seu Perfil Profissional? Deixe sua dica na caixa de comentários abaixo.

***Com informações dos textos “Os jornalistas nas redes sociais”, “A história das redes sociais”, “Todo cuidado do jornalista nas redes sociais é pouco”, “Jornalistas devem ter boa postura nas redes sociais”.

Tópico: Ferramentas Foca






Comentários: