O lead no jornalismo é uma fórmula utilizada para atrair o leitor sobre o restante da notícia. O método, que faz parte da centenária pirâmide invertida, é responsável por elencar as informações mais importantes no começo da matéria.

Se você já está adiantado no curso de jornalismo, esse conteúdo é fichinha. Mas, para garantir, não custa nada a gente abordar o tema. Comecemos pela definição sobre o que é lead no jornalismo.

Leia também: 
+ 15 modelos para currículo profissional de sucesso
+ O que é gancho no jornalismo
+ O que é uma pauta no jornalismo
+ 10 professores que marcam a vida de um estudante
+ O que é uma nota no jornalismo
+ 12 dicas pra escrever uma matéria impecável
Segundo o Manual de Redação do Estadão, trata-se da abertura da matéria jornalística. Portanto, por ser a abertura da notícia, o lead tem a função de guiar o leitor ao desenrolar dos fatos. Ainda diria que é como um capítulo de novela, precisa prender a atenção e despertar a expectativa sobre o que vem pela frente.

Nessa postagem destaco algumas regras, consideradas básicas, para a construção de um lead jornalístico de qualidade.

Primeiro - Onde fica o lead no texto jornalístico?
- O lead corresponde ao primeiro ou aos dois primeiros parágrafos do texto;

Segundo - Qual o tamanho adequado do lead?
- O "lead" de uma notícia não deve ultrapassar, em princípio, os 300 caracteres, podendo comportar mais do que um período;

Terceiro - O que deve ser evitado no lead?
- Nos "leads" devem evitar-se as interrogações e as citações, salvo quando derivam de fontes de autoridade indiscutível.

Quarto - Qual o significado de lead?
- Lead significa guiar. Pode ainda ter o significado de algo que vem pela frente.


Agora, depois desse apanhado proveitoso de informações sobre o lead, vamos às regras básicas que devem nortear a produção dele.

Regra 1 - O lead deve ser objetivo e direto
Segundo o Manual do Estadão, o lead deve ser objetivo, completo, simples e, de preferência, redigido na ordem direta. Veja um exemplo de lead com essas características;

Exemplo
A que foi classificada como "a nevasca do século" nos Estados Unidos matou pelo menos 100 pessoas e bloqueou aeroportos, estradas e edifícios com uma camada de até 80 centímetros de neve. A tempestade obrigou as autoridades a fechar seis aeroportos e a declarar estado de emergência em seis Estados. Em Nova York, 18 pessoas ficaram intoxicadas pelo monóxido de carbono: o gelo obstruiu os canos de escapamento dos carros.

Regra 2 - O lead NÃO pode ser burocrático
Calma! Se você seguir a regra 1, não construirá um lead burocrático. A questão é que em muitos casos os leads limitam-se a descrever a notícia burocraticamente, sem a menor preocupação de fornecer ao leitor, logo no início, as informações essenciais referentes ao fato. Isso deve ser evitado. 

Veja um exemplo de lead burocrático;

Exemplo (Burocrático)
Policiais de Osasco, na Grande São Paulo, esclareceram ontem o desaparecimento de Margarida Almeida de Souza, de 19 anos, filha de um empresário da cidade. No começo de março, ela saiu de casa para morar com o namorado Álvaro de Andrade Silva, de 23 anos, viciado em cocaína e maconha, e não deu mais notícias.

Como se pode verificar, o lead termina sem que o leitor tenha a menor ideia do que havia acontecido com a jovem. Veja como ficaria o lead redigido corretamente;

Exemplo (Certo/Recomendado)
Filha de um empresário de Francisco Morato, na Grande São Paulo, e desaparecida desde março, Margarida Almeida de Souza, de 19 anos, foi morta pelo namorado, Álvaro de Andrade da Silva, de 23 anos, em Miracatu, no Vale do Ribeira. Silva, preso anteontem por policiais de Osasco, alegou ter cometido o crime porque queria voltar a morar com a mulher e Margarida ameaçava denunciá-lo por causa do envolvimento dele com drogas. 

Regra 3 - O lead deve responder 6 perguntas 

Os exemplos [corretos] que já citamos seguem bem essa regra e apresentam as respostas às perguntas o quê, quem, quando, onde, como e porquê.

Embora tenhamos todo esse aparato de técnicas e regras, aconselho a qualquer pessoa que busque praticar. Não espere estágio ou entrar no mercado para começar a redigir seus textos jornalísticos. Pratique, pratique e pratique mais um pouco. Depois leve seus textos para um professor de sua universidade analisar e, assim, apontar quais os pontos precisam melhorar.

Advertência
Esse texto não pode ser a única fonte no seu aprendizado, busque outras referências e bons estudos!

Você concorda com o que foi exposto acima? O que mudaria ou acrescentaria? Comente abaixo.



Com informações do Manual do Estadão; abae.pt/ecoreporter e publico.pt/livrodeestilo


Gostou do conteúdo do Ferramentas Foca? 
Deixe seu comentário ou envie sugestão através do Formulário de Contato.

Tópico: Ferramentas Foca







Comentários: